Visão

O fenómeno dos “Algarves” e o muro das lamentações !

Por a 5 Agosto, 2018

Boas malta,

Como correu a semana? Derreteram ? ahahha Não foi fácil!!

Hoje estava a fazer scroll no facebook, e comecei a reparar que a malta está toda no sul do país, só piscinas, vidas super felizes, as melhores fotos, mas achei estranho porque muitas pessoas eu conheço, mais pelas lamentações no ano todo do que pelas piscinas e felicidade, isto é um fenómeno. Acho que isto se deve a mentalidade de curto prazo e falta de educação financeira, na minha opinião claro… lol

O que é educação financeira? O que é mentalidade financeira de prosperidade?

Já repararam que muitas pessoas recebem salários muito baixos mas andam sempre com os melhores telemóveis e férias nas piscinas do Algarve? Vejo tanta gente assim… será uma praga de pessoas a meter fotografias falsas? A fingir não estarem “tesos”, a pedir apenas um café em vez de pedir um Gin, será que podem ? Será que devem? Será que merecem? Realmente as fotos vão ficar “top”, porque o iphone novo dispõe de uma câmera topo de gama, mas onde arranjam este dinheiro? Do que se privam? Será esta a razão das reclamações anuais?

Meus amigos, isto chama-se falta de educação financeira que todos sofremos, bem me lembro quando comprava os melhores ténis e não tinha dinheiro para o resto do mês, bem como a ânsia de “gratificação imediata” (falada no vlog:  https://www.youtube.com/watch?v=IXYIvNtxc5A&t=1s ), onde queremos tudo já, sem pensar se isso é uma atitude inteligente para a construção dos nossos objetivos de futuro.

Hoje, quando olhamos para os “facebooks”, recuamos ½ meses nos posts e vemos as reclamações todas, do dinheiro, dos patrões, do país, dificuldades, mas… ao avançar estes meses reparamos que afinal não existem, pois as férias no Algarve estão caras e os telemóveis topo de gama nem se fala. Será coerente? Será magia? Descobriu tudo um poço de petróleo e ninguém me chamou para a festa?

A resposta desta pergunta não sei ao certo, embora desconfie que a ansiedade de ter as coisas rápido mesmo sem terem condições para isso, faça com que o recurso ao crédito, o acumular de dívidas seja o responsável deste fenómeno, daí as queixas durante o ano, daí andarem a vida a pagar crédito atrás de crédito, sonhando que a sorte lhes apareça e resolva todos os problemas, talvez o euro-milhões onde muitos “torram” o dinheiro.

Agora vem a minha visão, se queres construir bases sólidas na tua vida, algo que te permita viver com a tua família sem preocupações de dinheiro e tempo, tens de encontrar um “veículo” que te leve a essa vida, só um emprego, na grande maioria dos casos, não chega, tens de procurar uma oportunidade diferente, sem uma perspectiva de futuro limitado, algo onde vejas pessoas que já tenham essa vida, e não apenas uma (o chefe), muitas pessoas… Depois disso, tens de perceber, que o dinheiro que recebes do emprego será para pagar a tua sobrevivência e investires no teu futuro, e quando falamos neste panorama, falamos de investir nos teus projectos, negócios, algo que te possa aproximar do retorno para utilizar no objetivo, a liberdade. E como todos sabemos, um telemóvel, férias, ténis de marca, carros de topo, este tipo de coisas não nos leva ao objetivo, neste momento temos de gastar mais tempo e dinheiro na construção, não queiram viver já do “lazer” porque essa altura ainda não vos chegou, ainda não a merecem, e claramente, esse tipo de gastos está a fazer com que não consigam passar das reclamações anuais para a liberdade.

Espero ter ajudado malta, para a semana volto a escrever mais coisas, caso me passe mais alguma ideia pela cabeça. eheheh

Abraço

TAGS
RELATED POSTS

LEAVE A COMMENT

ANDRÉ NAVE
Lisboa, Portugal

André Nave, mais conhecido por “Nave”, jovem empreendedor, tem 25 anos, nasceu num seio familiar honesto e trabalhador, tímido, mas com objetivos e sonhos grandes. Finalizou a sua licenciatura de Comunicação e Marketing em 2014, onde trabalhava em cafés e call centers enquanto estudava, de seguida ingressou na sua área, no mercado tradicional, em empresas multinacionais, estava completamente iludido sobre o seu futuro de vida, tendo tomado uma decisão inequívoca de lutar pelos seus sonhos, utilizando a mentalidade empreendedora como veículo.